Arquivo da categoria: Sem categoria

Donald

Nervosinho, trapalhão, se achando o rei da cocada preta e mais esperto que todos, sempre pronto a levar vantagem, ainda que de modo não convencional. Eis aí o pato Donald. Mas o Donald na foto em destaque é o topetudo … Continuar lendo

Publicado em Artigo, Sem categoria | Deixe um comentário

A tumba da hipocrisia

Dois de novembro! As pessoas vestem as máscaras e mantos da compulsão e, compungidos, lá se vão, passos de pantufas pelos lajedos dos cemitérios, no rosto o ar indefinível de mistério e infinitude, a buscar um ar adequado a fazer … Continuar lendo

Publicado em crônica, Sem categoria | Deixe um comentário

CALENDÁRIO DO VENDAVAL

Os sinais já se faziam sentir um julho, mas a coisa toda explodiu em agosto. Os ventos a varrer Palmas com suas vassouras de poeira, folhas, carvões de queimadas, trazem pelo ar muito mais que ondas sonoras, de rádio, de … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Abriu abril

Crônica da Semana Esta crônica é patrocinada pela Poetas & tal creperia (Parque Cesamar, varanda da Casa da Cultura – Palmas-TO) Abriu abril Osmar Casagrande Abril começou encantado. Muitos novos amigos, entre os quais, Ana Isabel Friedlander e Geovana Lima … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Poetas, poemas & rock’n’roll

Poetas, poemas & rock’n’roll Osmar Casagrande O fim de semana foi agitado no mundo da poesia em Palmas. O projeto da APL Letras em ação continua com tudo em cima, sabendo que a toca poética é mais embaixo: lado esquerdo … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Visitando Pedro Tierra

Visitando Pedro Tierra Osmar Casagrande   Foi no último domingo, 13 de março. O cenário tranquilo do Parque Cesamar abrigando a paz, a tranquilidade, enquanto a chuva caía formando um fino véu de noiva para a paisagem. O parque vazio … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Emoções e outras premissas

Vinte e cinco de novembro. A cidade acorda sob emoções contrastantes. Já se veem anúncios da black Friday a meter nas telas de TV uma alegria , uma natimorta compulsão ao consumo. Minha cidade acorda. Longe, muito longe da cidade, … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 3 Comentários