Arquivo da categoria: Contos

Fórum Literatura na Escola III

Caros amigos. Como não creio em "normativas" para instituir a vivência literária nas escolas do Brasil (nem de lugar nenhum do mundo), proponho façamos uma campanha no modo literário para que consigamos tal proeza. Aqui vai minha contribuição, em forma … Continuar lendo

Publicado em Contos | Deixe um comentário

Diário

  16 de maio — Hoje, quando caminhava para o colégio foi que percebi. A foto dele, na capa do caderno, apertada contra meu peito dava um calor bom… Comecei a pensar nele. Lindo! Mas também é feio, sei lá. … Continuar lendo

Publicado em Contos | 1 Comentário

Caso

                                     “Volver a los 17 después de vivir um siglo…”                                                                                                                              Violeta Parra   Era um homem, comum como há de ser todo homem na sua constituição ordinária: pleno de incertezas. Só no anverso era diferente: de nada tinha … Continuar lendo

Publicado em Contos | 6 Comentários

Viollete

Completamente comprometido com o ócio, visitava, em férias, uma das mais brilhantes esquinas do mundo, o Rio de Janeiro. Paulista pela própria natureza, deixava-me encantar pela natural beleza do lugar, o sol (quase em excesso), a delícia que nos advém … Continuar lendo

Publicado em Contos | 4 Comentários

Feliz Ano Novo

Aquela vidraça era, para Marcos, seu portal mágico para outras dimensões. No momento em que a abria, tudo se modificava, conseguia penetrar em uma espécie de sonho que transbordava de cores, espessuras e superfícies infinitamente belas, agradáveis, deliciosas. Aquela janela … Continuar lendo

Publicado em Contos | 2 Comentários

Sufoco

A vida do Otávio era boa como a de todos os rapazes que morando só, têm que sustentar-se. Trabalho e estudo, estudo e trabalho. Diversão? Só aquela cerveja das sextas-feiras com a turma da faculdade. Isto é, as duas sextas-feiras … Continuar lendo

Publicado em Contos | Deixe um comentário

Ascensão

  Benjamin Constant, 125, elevador social. Esse o endereço do Ermenegildo. No coração de São Paulo, a cidade mais rica do hemisfério sul do planeta terra. O lugar, antigo centro financeiro e comercial de São Paulo era pintado a fuligem … Continuar lendo

Publicado em Contos | 1 Comentário