Arquivo do mês: agosto 2013

Da hipocrisia social

Diante do intocável me calo, recolho minha língua ferina e ávida, refreio a fúria indomada do desejo e me prostituo à pudícia tendo como paga o reconhecimento de meus pares. Planto engano e falsidade e recolho no banco dos valores … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário