Arquivo do mês: abril 2011

Morro do Bumba

João desceu morro requebrando, quebrando pernas, braços, cadeiras. Sobre si e sua cabeça desceram também toneladas de lama, de lixo, de parcas tábuas, ossatura esquelética do barraco. João desceu o morro em queda livre. Sobre sua consciência a ciência de se saber pó transformado em lama, … Continuar lendo

Publicado em Poesia | 3 Comentários

Primeiro de abril

Era sexta-feira, dia de cerveja e também de pizza namoradeira. Pizzaria. Felicidade geral no ar, casais de amigos, de amantes, de casuais no calor geral da cidade. Aqui e ali cerveja, mais além suco, refri, e em todo o recanto … Continuar lendo

Publicado em crônica | Deixe um comentário

Distrato

Sem aviso, sem sinais, as horas estancaram. Suspendeu-se o mecanismo que as fazia rolar para o mar do tempo, qual riacho que congelasse. Pararam. Nada mais de minutos a sucederem outros tantos, não mais segundos a tiquetaquear o próximo encontro. … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Sem categoria | 1 Comentário