Nebulosa

No ilimitado espaço de minha loucura
a infinita intriga de uma nebulosa
dá o ar da graça…
Corpo de luz entre corpos nus,
celestiais.
Teu é o brilho que me cega,
nebulosa visão
que vislumbro no hiperespaço
da paixão.
Anúncios

Sobre casagrande

Sou leitor. E escrevo.
Esse post foi publicado em Poesia. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Nebulosa

  1. fênix disse:

    03/03  –  Oi, poeta! Só um poeta de infinita grandeza e sensibilidade como tu, para traçar na semiologia, mapas de sentimentos com rotas de reticências, latitudes de vírgulas que se cruzam a longitudes do ponto final.Não sei mais como te amar, a não ser me deixar volitar e me perder no ilimitado espaço da tua loucura.Beijos!

  2. disse:

    Olá meu amigo ando ausente eu sei mas não me esquecerei de ti me orgulho de ser tua amiga você encanta com teus belos poemas e teu jeito de ser, obrigada por tua breve visita a meu spaces foi o bastante pra me deixar feliz. Uma semana de muita paz e amor fica com DEus um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s