Arquivo do mês: dezembro 2006

Post Scriptum

Poema-homenagem ao poeta José Gomes  Sobrinho Tua palavra é o ouro deste céu literário e o domina em todas as casas sob regência da Oração Número 12.   Na topografia da palavra, em profecias de deidade, persiste tua fé, gravada … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Deixe um comentário

TURISMO EM PALMAS: UMA ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO

  Atualmente o eixo que orienta a implantação de serviços na área do turismo está embasado na infra-estrutura. Não basta o bem turístico por si, enquanto matéria-prima: há que se formatá-lo ao perfil do público-alvo. Daí a necessidade de conhecer … Continuar lendo

Publicado em Artigo | 2 Comentários

Para quando eu me for

  Neste 8 de dezembro, quando completo 50 anos, deixo aos amigos a incumbência dos cometimentos para quando eu me for.   Quando eu me for, não quero que haja dor. Prefiro o riso frouxo do gaiato ou o riso … Continuar lendo

Publicado em Poesia | 2 Comentários

Arte Brasileira na Coleção Lily Marinho

  O que? Mostra de arte pictórica brasileira Onde? No Palácio Araguaia Quando? De terça-feira a domingo, das 9:00 às 22:00 horas Como? Entrada franca Ainda que pareça que todas as perguntas estão respondidas, nada do maravilhoso universo da Mostra … Continuar lendo

Publicado em crônica | 1 Comentário

Cachaça na cultura

      Pretendo temperar essa cachaça viciante que é o escrever, com o tempero tipo limãozinho socado com açúcar do modo crônico. Isto porque a cultura se dá na vida real, nos atos, nos fatos. E os fatos que … Continuar lendo

Publicado em crônica | 1 Comentário

Imponderável

    Ainda que teus olhos não registrem minha presença, ainda que eu te seja diáfano a ponto de não ser notado, mesmo que a teus olhos eu seja nada, ainda assim eu te rondo, incansável e te observo os gestos, … Continuar lendo

Publicado em Poesia | 4 Comentários

Arca das Letras

Na Arca das Letras viajam, acomodados nos livros, sonhos, saberes, ternuras… Sonhos que me levam para além do mundo, saberes para eu construir de um tudo, ternuras que derrubam todos os muros… Na Arca das Letras viaja a matéria-prima que … Continuar lendo

Publicado em Poesia | 2 Comentários