Mapa Astral para 2006

 

 

            A proposta não é decifrar signos no posicionamento dos astros nem na cauda de cometas. O barato é fazer mesmo o Mapa Astral para o ano que está chegando. Parto do princípio que, se a vida é como é, cada um de nós tem participação nela e cada ato nosso se reflete no meio em que vivemos, que é, simplesmente o Universo (uau!).

            Isso posto, tracemos a roda do mapa, para que 2006 seja um ano redondo. Vamos dividi-la nas 12 casas do zodíaco, mas deixar uma região central para a regência de toda a abóbada celeste. É justamente no centro dessa roda que você vai se colocar para reger sua vida.

            Independentemente do signo sob o qual você nasceu, é bom que saiba que o único astro responsável por seu sucesso ou fracasso é o Sol que brilha em você. Você é o astro. Portanto, vamos compor o mapa sem mais delongas.

            Coloque na primeira casa (você escolhe qual é a primeira. Lembre-se de que você é senhor absoluto desse mapa) o signo que lhe seja mais simpático (pode ser o seu, o do(a) namorado(a), do(a) amante etc) e determine que 2006 começará regido por aquele signo. Pronto. A roda do destino já começou a girar sob sua influência! Essa primeira casa vai significar o que é mais importante para você. No meu mapa, o mais importante é o amor. No seu é o que? Dinheiro? Pois ponha lá, ora. Legal. Você já tem um signo simpático regendo a coisa mais importante na sua vida! 2006 começou a mil… Na sétima Casa, que contrapõe a Casa1, Coloque o Sol e toda a energia positiva possível, para que a força do contrário ajude a iluminar sua regência. E cá pra nós, o Sol, na sétima Casa é bom demais… Mas nada disso será suficiente se você não arregaçar as mangas e lutar exaustivamente para estabelecer sua regência. Se escolheu o amor, conquiste dando amor; se escolheu dinheiro, trabalhe, trabalhe, trabalhe. E ganhe seu dinheirinho em triplo.

            Na segunda casa coloque o signo da pessoa mais poderosa que você conhece. Como significado para essa casa, coloque a realização do seu desejo mais profundo (até e principalmente aquele inconfessável) sem esquecer que você será responsável por tudo que a realização dele acarretar. Esteja seguro que a influência daquela pessoa facilitará seu caminho para atingir o objetivo. Contudo, é imprescindível que você haja com tanta maestria, força, sensatez, perseverança e inteligência quanto a tal pessoa  poderosa. Na Casa oposta, a de número 8, coloque a Lua, que só é visível e agente com a luz do Sol, que está bem ali. Você poderá assim, ao meio dia, ter no céu o Sol e a Lua, coisa que não é para qualquer um…

            Aproveite a terceira casa, que sofrerá influência direta das duas anteriores e coloque o signo daquela pessoa que funciona na sua vida como um cometa intrometido na órbita que não lhe pertence e tem o maior prazer em arruinar sua vida. Como símbolo, coloque a Vitória (pode ser também São Jorge matando o dragão). Para que a influência seja realmente benéfica ao máximo, é imprescindível que você paute sua vida para fazer exatamente o contrário do que faz a tal criatura da terceira Casa: não se meta na vida alheia, aprenda de uma vez por todas que reger a sua própria vida já dá um trabalhão danado e que cada um escolhe a dor e a delícia que lhe aprouver. Para maximizar os efeitos nesta Casa, fixe na Casa oposta, a de número 9, Marte que é a personificação da guerra, e deixe a contenda acontecer.

            Coloque na quarta Casa o signo da Tartaruga (claro que pode, você é o Senhor do Mapa!!!), que é para assegurar longevidade, depois das batalhas que travou. Não com os adversários, mas consigo mesmo, aprendendo a ser poderoso(a) e a não se meter na vida alheia. Para quem nunca tentou, parece mole, mas dá um trabalho imenso lutar contra as próprias convicções, mesmo sabendo que elas são falsas. Se você duvida, leia o Baghavad Gita que o Arjuna vai contar tudinho. Antes de começar a leitura do Baghavad, preencha a Casa 10 (oposta) com Saturno, que também é velho, pesadão, mas é cheio de anéis (nada como a bonança!) e vai ajudar você a fincar o pé na terra (no bom sentido!). Mas não basta simplesmente colocar os símbolos nas Casas correspondentes; é preciso cuidar da saúde não ingerindo drogas nem porcarias (gorduras, alcoólicos, não alcoólicos cheios de açucar, pó que parece açúcar mas não é doce, farinha de trigo branca etc etc etc!!) fazendo muito exercício físico, comungando com a natureza (não precisa ajoelhar e rezar, basta reconhece a natureza como o cômodo mais próximo da sua casa, que é o Universo).

            Na Casa 5, para não perder o equilíbrio, coloque o signo da Balança. Esse equilíbrio fará com que você deixe de rastejar como a Tartaruga, ficando apenas com seu recurso de longevidade, o que é ótimo para quem quer alçar altos vôos. Na Casa oposta, a 11, coloque qualquer signo de sua simpatia, menos o famigerado Câncer (bata três vezes na madeira!), que é um atentado à saúde em qualquer circunstância, mas pode muito bem ser Sagitário que, apesar de ter a flecha sempre buscando o infinito, tem quatro patas no chão, sinal de equilíbrio (ou desequilíbrio total, nos casos de 3o. Decanato) Se você não cuidar da saúde (inclusive a mental), Sagitário entrará em quadratura com a Balança e você entrará pelo cano. Portanto, nada de deixar para amanhã a educação, quero dizer, o regime que deveria ter começado ontem. Atitude e persistência!

            Finalmente, a Casa 6! Esta é especial. Brinde-a com o signo de Aquário, porque a sua (nossa) casinha chamada também de Planeta Terra tem 80% de sua superfície coberta pela àgua. Coloque aí todos os bons fluidos (do Sol, da Lua, das estrelas) e capriche no seu desempenho em favor da Natureza no ano de 2006. Filie-se a uma ONG ligada à Natureza, plante um caminhão de árvores (principalmente na margem de córregos, rios e lagos), faça campanha contra o uso de agrotóxico, assine todos os abaixo-assinados contra a poluição, vá à luta pela sua casa! Na Casa 12, oposta, coloque o signo de Peixes que vai combinar maravilhosamente com Aquário, e trazer abundância de Amor a essa nossa casinha azul chamada Planeta Terra.

            Se, depois de completo o seu Mapa Astral para 2006 você ainda encontrar por aí um bocado de tralha de má qualidade, faça uma trouxa mental e jogue todas as negatividades, preguiça, indecisão, comodismo, complexos de culpa etc no buraco negro mais distante que puder imaginar. Pronto, você terá um 2006 maravilhoso. E aquele material que poderia colocar você em um inferno astral, estará lá na Casa 13 (bata na madeira!) do zodíaco, perdido num buraco negro.

Anúncios

Sobre casagrande

Sou leitor. E escrevo.
Esse post foi publicado em Portfolio. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s